25 de jun de 2018

Tempo: O Soberano: Tempo

Qual o seu objetivo? Ou um de seus objetivos? Ações... para quê?
Equilibrio... sobretudo quando se trata de imensuráveis escalas.

23 de abr de 2018

Imersão - Estudos atuais

Escravidão clássica e comtemporânea
Trabalho, subtrabalho
"Elite", valores, dominação, mentalidade
Processo de formação da sociedade

5 de abr de 2018

Anotação Meditação 05/04/2018

Existe um "ponto" que quando você o localiza, ele "some". Há uma "micro-queda", uma espécie de "micro-estímulo"... o que seria isso? Não é doloroso mas também não consigo dizer que é prazeroso. É mais perceptível nos momentos de menos lucidez, ou seja, mais próximo do estado do sono... um paradoxo?

9 de mar de 2018

Anotação Meditação 1 xx/xx/2018 00h00

Entra-se em um estado de desperticidade entre a prática... por enquanto sempre um por gatilho de lembrança. É necessário separação de si e atenção intrapsíquica... Corpo leve sensação de mente "desprendendo" e "despertando". Alcanço algo similar na análise, ou na meditação de citações... especificamente sobre sua construção linguística e qual seria sua possível forma perfeita.

"Intuições meditativas e resquícios posteriores"
objetivo [pessoal, visceral]: progressão, evolução [integral]
objetivo [social]: assistir, aliviar sofrimento [servir]
habilidade: mental, pesquisativa, didatismo, acumular e filtrar, [utilizar, resolver]
dificuldade: social, mesclagem, vincular [emocional]
incompletude: terceira oitava, força de propulsão, [desvio]
quadripolar: significação, [gelo / espadas?]

23 de fev de 2018

Meditação - Liber MMM - Parte 1

Controle da Mente

Para operar magia de forma eficaz, a habilidade de concentrar a atenção deve ser aprimorada até o ponto em que a mente consiga entrar em uma condição similar ao transe. Realiza-se isso em diversos estágios: imobilidade absoluta, regularização da respiração, interrupção dos pensamentos, concentração em sons, concentração em objetos e concentração em imagens mentais.

Imobilidade

Posicione o corpo em qualquer posição confortável e tente permanecer nessa posição pelo maior tempo possível. Tente não piscar ou mover a língua, os dedos, ou qualquer parte do corpo em absoluto. Não permita que a mente divague em longas linhas de raciocínio, apenas observe-se passivamente. O que parecia ser uma posição confortável pode tornar-se agonizante com o tempo, mas persista! Reserve algum tempo diariamente para essa prática e aproveite qualquer oportunidade de inatividade que venha a surgir.

Registre os resultados no diário mágico. Não se deve ficar satisfeito com menos de cinco minutos. Quando quinze tiverem sido conquistados, prossiga para a regularização da respiração.

Respiração

Permaneça tão imóvel quanto possível e comece deliberadamente fazer com que a respiração fique mais lenta e mais profunda. O objetivo é usar toda a capacidade pulmonar, mas sem qualquer esforço ou tensão muscular desnecessários. Os pulmões podem ser mantidos vazios ou cheios entre exalações e inalações para prolongar o ciclo. O mais importante é que a mente deve direcionar a totalidade de sua atenção para o ciclo respiratório. Quando isso puder ser sustentado por trinta minutos, prossiga para o não-pensamento.

Não-Pensamento

Os exercícios de imobilidade e respiração podem aprimorar a saúde, mas não possuem valor intrínseco algum além de serem uma preparação para o não pensamento, o início da condição do transe mágico. Enquanto estiver imóvel e respirando profundamente, comece a retirar a mente de quaisquer pensamentos que emerjam. A tentativa de fazer isso inevitavelmente revela que a mente é uma furiosa tempestade de atividade. Apenas a maior determinação pode conquistar alguns poucos segundos de silêncio mental, mas mesmo isso é um triunfo considerável. Busque a absoluta vigilância sobre o surgimento dos pensamentos e tente ampliar os períodos de quietude total.

Assim como a imobilidade física, essa imobilidade mental deve ser praticada em tempo definidos e também sempre que surgir um período de inatividade. Os resultados devem ser registrados em seu diário.

13 de nov de 2017

Inteligência Artificial

Daqui a alguns séculos, quando todo, ou grande parte de qualquer trabalho for executado por máquinas, o que restará para o homem? Vai ser necessário chegar neste ponto de "evolução" tecnológica para "realizar", cristalizar, perceber, adquirir uma nova "visão" do que é a consciência.

1 de mar de 2017

Insconsciência

Destituído de qualquer valor moral...
A inconsciência. Para que serve a inconsciência?
Inconsciência é mecanicidade. Para que serve a mecanicidade?
Para ser usada. Para ser manobrada.